Desenhando

O que outras pessoas estão dizendo

O que outras pessoas estão dizendo

Para entender o que enfrentamos em relação a como desenhar adequadamente a cintura escapular, precisaremos suportar um pouco de anatomia. Agora não será uma cobertura abrangente do ombro. Fizemos tudo isso na palestra no ombro. Você pode ver um trecho disso aqui.

O desenho a seguir mostra a construção da cintura escapular, que consiste nos dois ossos da clavícula na frente e dois ossos da escápula nas costas. Isso permite uma grande liberdade de movimento. Exatamente o que precisamos para ajudar nossos braços a alcançar quase qualquer direção.

Agora que dividimos a área anatomicamente, vamos lembrar do que falamos no primeiro blog do Common Mistakes sobre massificação. Massa é tudo no desenho da figura. Massa é rei. Sem massa, sem desenho. O desenho começa com formulários grandes e você adiciona os formulários adjacentes menores, além de preencher os formulários menores incorporados na massa maior. Essa ordem é crucial, pois qualquer detalhe possível que você vê no modelo é exatamente isso - um detalhe que agrega embelezamento, mas que sempre deve ser secundário à massa maior. Isso também significa que, se você não acertar a grande massa, os detalhes estarão no lugar errado.

Quando começo a desenhar, lembro-me de fazer a massa de grandes partes do corpo, como a caixa torácica e a pelve. Se você fizer essas duas massas corretamente, estará no meio do caminho. Se você optar por começar com a caixa torácica, procure pistas e pontos de referência que fornecerão referências à posição do que você já conhece da anatomia, a saber, a forma, o tamanho e a construção da caixa torácica. E acabamos de chegar ao erro comum. A maioria de nós tentará determinar a posição, rotação e orientação da caixa torácica com a ajuda da colocação dos ombros. Este é o engano comum da cintura escapular. Por natureza, a cintura escapular é um dispositivo flutuante que fica no topo da caixa torácica e possui uma vida útil própria muito diferente da caixa torácica semi-rígida.

Evite esse engano, orientando-se pelas partes ósseas do corpo - as cavidades do pescoço, o esterno quase invisível e as costelas aparecendo logo abaixo da pele. Use-os para pontos de referência e dicas para ajudá-lo a referenciar o que você já sabe da anatomia. A exceção a essa regra é não usar os ombros para fazer referência à caixa torácica.

A contraparte em vídeo desta entrada de blog possui conteúdo extra que funciona melhor como vídeo. Você pode encontrá-lo aqui.

–Robert


Assista o vídeo: O que fazer quando ele está falando com outra? - Dicas de Relacionamentos com Fabiano Goes (Janeiro 2022).